sexta-feira, 9 de outubro de 2015

O Nobel do comentário 2015





Foi um alívio o Nobel da Paz 2015 não ter ido, como chegou a ser ventilado, nem para Angela Merkel, nem para António Guterres. Teria sido um insulto para milhões de depauperados e refugiados económicos vítimas da primeira e um prémio para as cumplicidades silenciosas do segundo, por exemplo, com regimes como a cleptocracia assassina angolana. Para além do alívio, a decisão desta manhã também tornou este dia particularmente rico do ponto de vista lúdico. Foi imensamente enriquecedor assistir ao desfile de comentários sobre uma organização completamente desconhecida, o "Quarteto para a paz na Tunísia". Às vezes nota-se menos, outras nota-se mais. Desta vez notou-se imenso. Foi divertidíssimo assistir ao cortejo de comentários de gente que também não conhecia a organização mas comentou como se tomasse café com ela todos os dias. Eles sabem tudo e sobre tudo.

2 comentários:

fb disse...

Foi um alívio para quase todos o Nobel da Paz 2015 não ter ido, como chegou a ser ventilado, nem para Angela Merkel, nem para António Guterres. Teria sido um insulto para milhões de depauperados e refugiados económicos vítimas da primeira e um prémio para as cumplicidades silenciosas do segundo, por exemplo, com regimes como a cleptocracia assassina angolana. Para além do alívio, a decisão desta manhã também tornou este dia particularmente rico do ponto de vista lúdico. Foi imensamente enriquecedor assistir ao desfile de comentários sobre uma organização completamente desconhecida, o "Quarteto para a paz na Tunísia". Às vezes nota-se menos, outras nota-se mais. Desta vez notou-se imenso. Foi divertidíssimo assistir ao cortejo de comentários de gente que também não conhecia a organização mas comentou como se tomasse café com ela todos os dias. Eles sabem tudo e sobre tudo.

Anónimo disse...

Em Portugal, para se ser "paineleiro" não é necessário qualquer conhecimento especial.
Pior ainda, ser honesto e inteligente é uma menos-valia.