sexta-feira, 11 de setembro de 2015

PAF, PAF! Chinelo!



E vão dois. Tal como tinha acontecido a Paulo Portas no início da semana, na noite desta Sexta-feira Pedro Passos Coelho também foi enfiado no chinelo. Ainda falta António Costa, o anterior já está ocupado, Catarina Martins vai ter que comprar um novo par. O vídeo fica aí em cima para que quem não tenha assistido veja não apenas o que é ganhar, não uma luta de galos, ganhar um debate abordando com toda a frontalidade e sem artifícios o que nos ensombrou o presente e nos roubou o futuro.

É que desta vez quem estava do outro lado não pertencia a nenhum partido especializado em canalizar o que é de todos para tapar buracos escavados com a sua conivência pela delinquência banqueira e por isso falou-se sobre  os milhões que nunca faltaram para acudir aos bancos e sempre faltaram para auxiliar as centenas de milhar de portugueses que os partidos que assinaram o memorando empurraram para a miséria.

Desta vez quem  estava do outro lado quer defender e não afundar a Segurança Social e por isso não se debateu como destruí-la e sim como preservá-la, ficou à vista de todos que a coligação PSD/PP pretende conceder o privilégio aos detentores de salários mais elevados de poderem reservar parte do que até agora pagava as pensões de reforma de todos para pagar a sua e apenas a sua dignidade na velhice.

E desta vez do outro lado não estava alguém que se recusa admitir que a nossa dívida pública é impagável e consome todos os recursos necessários para devolver o futuro que os passa-culpas nos roubaram, falou-se da renegociação da dívida que os Governos do centrão nos puseram às costas para agora se recusarem a renegociá-la entretendo-nos com reinvenções de uma mesma austeridade que já provou tudo o que havia a provar sobre as vidas que destrói e as fortunas que ajuda a construir.

Depois de assistirem com atenção ao vídeo que aqui vos deixo, convido-os a constatarem como esta que é não apenas uma vitória, é uma vitória de todos - desta vez um dos intervenientes foi a voz dos que não temos voz, não ecoa nem na imprensa falada e escrita nem nas redes sociais com aquela intensidade com que ecoou a pretensa vitória de António Costa, e apenas de António Costa e dos interesses que representa. O melhor povo do mundo mais facilmente se cola a uma vitória cozinhada por uma máquina eleitoral poderosíssima do que retribui com o seu apoio e o seu voto o trabalho parlamentar de um partido que liderou o processo que culminou com o Tribunal Constitucional a obrigar o actual Governo a devolver os salários e as pensões que queria roubar. Se não apoiam nem dão a força do seu voto a quem lhes repõe a comidinha na mesa, se quem os entusiasma são precisamente aqueles que a fazem desaparecer, como é que depois não hão-de andar sempre a queixar-se que os – seus – políticos os enfiam no chinelo?

1 comentário:

fb disse...

E vão dois. Tal como tinha acontecido a Paulo Portas no início da semana, na noite desta Sexta-feira Pedro Passos Coelho também foi enfiado no chinelo. Ainda falta António Costa, o anterior já está ocupado, Catarina Martins vai ter que comprar um novo par. O vídeo fica aí em cima para que quem não tenha assistido veja não apenas o que é ganhar, não uma luta de galos, ganhar um debate abordando com toda a frontalidade e sem artifícios o que nos ensombrou o presente e nos roubou o futuro.