quinta-feira, 28 de maio de 2015

Foi golo dos de laranja


A notícia de hoje do campeonato da regulação é uma daquelas que se presta às comparações do costume. Tal como Vítor Constâncio recebeu uma promoção para o BCE como prémio pela nacionalização dos prejuízos do BPN que resultou da sua mestria como regulador incapaz capaz de poupar custos políticos ao Governo Sócrates, Carlos Costa receberá a recondução no Banco de Portugal como prémio pela sua mestria na resolução do BES com as mesmas incapacidade e capacidade do seu antecessor. Apenas ressaltarei aqui os milhares de milhão que estas comparações já nos custaram, pelo que nem Costa será melhor do que Constâncio, nem Constâncio será melhor do que Costa. São os dois péssimos, superlativo de mau. E melhor é o comparativo de bom, adjectivo que por razões óbvias não se lhes aplica. O PS bem pode aproveitar para atirar uns calhauzitos aos telhados dos vizinhos PSD e CDS. O truque é velho e gasto, mas quem quiser, por acção  ou por omissão, que continue a dar para este peditório. O campeonato do rotativismo vive dos seus patrocinadores e o campeonato da regulação vive do campeonato do rotativismo. O que dão chega e sobra para sustentar toda a corte de fieis serviçais.

Vagamente relacionado: "(...) Admito que faz falta um bom arguido do PSD para equilibrar as contas com o PS. Os socialistas têm Armando Vara, um ex-ministro, a aguardar recurso de uma condenação a cinco anos de prisão; os sociais-democratas têm Duarte Lima, um antigo presidente do grupo parlamentar, a aguardar recurso de uma condenação a 10 anos de prisão. Fica quase ela por ela. Mas agora os socialistas têm um ex-primeiro--ministro preso, a aguardar acusação, e os sociais-democratas têm todas as suas grandes figuras em liberdade - o que se lamenta e estranha. Não contabilizo aqui, até por razões de espaço, outros dirigentes políticos, de ambos os partidos, sobre os quais recaem suspeitas de crimes de vários tipos. Desejo dedicar-me apenas à Liga dos Campeões dos sarilhos jurídicos, onde o PS se encontra em vantagem, com dois elementos proeminentes contra apenas um do PSD. Esta questão é muito importante porque, não havendo equilíbrio no número de potenciais trafulhas, a campanha eleitoral irá centrar-se no problema acessório de saber qual dos partidos tem mais bandidos, em lugar de servir para discutir vários outros problemas acessórios. Tendo apenas um tema acessório para debater, os partidos correm o risco de ficar sem assunto antes do fim da campanha, e podem ver-se forçados a debater as questões essenciais (...)" – [Ricardo Araújo Pereira]

3 comentários:

fb disse...

Tal como Vítor Constâncio recebeu uma promoção para o BCE como prémio pela nacionalização do BPN que resultou da sua mestria como regulador incapaz capaz de poupar custos políticos ao Governo Sócrates, Carlos Costa receberá a recondução no Banco de Portugal como prémio pela sua mestria na resolução do BES com as mesmas incapacidade e capacidade do seu antecessor. Apenas ressaltarei aqui os milhares de milhão que estas comparações já nos custaram, pelo que nem Costa será melhor do que Constâncio, nem Constâncio será melhor do que Costa. São os dois péssimos, superlativo de mau. E melhor é o comparativo de bom, adjectivo que por razões óbvias não se lhes aplica. O PS bem pode aproveitar para atirar uns calhauzitos aos telhados dos vizinhos PSD e CDS. O truque é velho e gasto, mas quem quiser, por acção ou por omissão, que continue a dar para este peditório. O campeonato do rotativismo vive dos seus patrocinadores e o campeonato da regulação vive do campeonato do rotativismo.

SENSEI disse...

EIS AS RATAZANAS A AMANHAREM-SE COM O ROUBO AO POVO E A BANHAREM-SE FESTIVAMENTE NO SANGUE DO POVO, AUTO PROMOVENDO-SE ENQUANTO O POVO VAI MORRENDO CADA VEZ MAIS E MAIS NA MISÉRIA, MAS COMO IGNORANTE QUE FOI INDUZIDO A SER, VOTA NAS RATAZANAS QUE DO ALTO DO SEU ARCO GOVERNATIVO, ESCARNAM, ESCARREM, URINAM E DEFECAM EM CIMA DE TODO UM POVO, DA E NA SUA CONSTITUIÇÃO A TAL DA REPÚBLICA QUE UM DIA COMETERAM PERJÚRIO AO JURAR FAZÊ-LA CUMPRIR, TRANSFORMANDO OS MILITARES, POLÍCIAS E TODOS OS QUE UM DIA JURARAM A SUA VIDA À PÁTRIA, MEROS ANIMAIS DE 4 PATAS, SEMPRE COM OS DENTES AFIADOS CONTRA O SEU PRÓPRIO POVO, ESPUMANDO DE RAIVA INDUZIDA. OU OS CÃES DE FILA DAS RATAZANAS PS, PSD E CDS-PP.

Manuel Salgado Alves disse...

Os ladrões e seus amigos (os que fazem as leis para os ladrões terem sucesso) tratam de atar as mãos dos reguladores ...