quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Um prémio justo inteiramente injusto


Ricardo Salgado acaba de vencer o prémio BBC para pior CEO 2014. Um prémio justo inteiramente injusto. Deixou de fora todos os anos anteriores e as maroscas do premiado não são de agora. E haveria também que premiar o centrão que tudo lhe permitiu pelas negociatas que, durante as décadas do seu longo reinado, Salgado soube oferecer-lhe em troca. Salgado nunca seria Salgado sem o seu centrão de negócios. O prémio não aquece nem arrefece o dono disto tudo. Já terá a fortuna a salvo numa bela ilha com palmeiras e aos 70 anos, com ou sem prémio, com ou sem BES, resulta-lhe exactamente igual. Já com a omissão não acontece o mesmo. A fulanização contida neste prémio é o melhor que  pode acontecer para salvar o arco que deu cabo disto tudo.

1 comentário:

fb disse...

Ricardo Salgado acaba de vencer o prémio BBC para pior CEO 2014. Um prémio justo inteiramente injusto. Deixou de fora todos os anos anteriores e as maroscas do premiado não são de agora. E haveria também que premiar o centrão que tudo lhe permitiu pelas negociatas que Salgado lhe soube oferecer em troca. Salgado nunca seria Salgado sem o seu centrão de negócios. O prémio não aquece nem arrefece o dono disto tudo. Já terá a fortuna a salvo numa bela ilha com palmeiras e aos 70 anos, com ou sem prémio, com ou sem BES, resulta-lhe exactamente igual. Já com a omissão não acontece o mesmo. A fulanização contida neste prémio é o melhor que pode acontecer para salvar o arco que deu cabo disto tudo.