sexta-feira, 28 de novembro de 2014

À Justiça o que é da Justiça


Para além de uma condenação ao pagamento de 18 milhões a dividir por quatro arguidos, o caso Homeland tem como primeiro desfecho provisório, ainda passível de recurso, a condenação  do ex-líder da bancada parlamentar do PSD, Duarte Lima, a dez anos de prisão efectiva por um crime de burla qualificada ao BPN e outro de branqueamento de capitais. Como costuma acontecer nestes casos, Duarte Lima também se diz vítima de uma brutal injustiça mas desta vez ainda não se ouviu falar nem em instrumentalização da Justiça nem nenhum comentador de serviço se lembrou de fazer comparações com outros casos, aquele "então e os outros?" que já não se aguenta. À Justiça o que é da Justiça. Assim está melhor.

1 comentário:

fb disse...

Como costuma acontecer nestes casos, Duarte Lima também se diz vítima de uma brutal injustiça mas desta vez ainda não se ouviu falar nem em instrumentalização da Justiça nem nenhum comentador de serviço se lembrou de fazer comparações com outros casos, aquele "então e os outros?" que já não se aguenta. À Justiça o que é da Justiça. Assim está melhor.