domingo, 26 de outubro de 2014

O mal menor


A escolha teria sempre um custo, ou o de mandar o PT para umas merecidas férias e dar a Presidência a Aécio, ou o de manter em não menos merecidas férias a direita dos mercados e da concentração de riqueza e reconduzir Dilma Rousseff. Os brasileiros entenderam que este último seria o menor dos dois. Dilma é a vencedora das Presidenciais brasileiras. A ela e ao PT que a vitória tangencial de hoje sirva de lição para que neste segundo mandato evitem repetir as trapalhadas e o exercício do poder à revelia da vontade daqueles a quem voltam a ficar a dever o retorno da confiança que os vícios de doze anos no poder tanto fizeram por desbaratar. O PT dificilmente resistirá a mais quatro anos tão maus como estes últimos.

1 comentário:

fb disse...

A escolha teria sempre um custo, ou o de mandar o PT para umas merecidas férias e dar a Presidência a Aécio, ou o de manter em não menos merecidas férias a direita dos mercados e da concentração de riqueza e reconduzir Dilma Rousseff. Os brasileiros entenderam que este último seria o menor dos dois. Dilma é a vencedora das Presidenciais brasileiras. A ela e ao PT que a vitória tangencial de hoje sirva de lição para que neste segundo mandato evitem repetir as trapalhadas e o exercício do poder à revelia da vontade daqueles a quem voltam a ficar a dever o retorno da confiança que os vícios de doze anos no poder tanto fizeram por desbaratar. O PT dificilmente resistirá a mais quatro anos tão maus como estes últimos.