sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Nuno Crato: sozinho em casa III


E vão três. Em pouco mais de um mês, o Ministério da Educação e Ciência (MEC) perdeu três dos seus directores-gerais. Depois das saídas dos dirigentes das áreas da Administração Escolar e Educação, agora é o responsável pelo Ensino Superior, Vítor Magriço, quem deixa o cargo vago, pedindo a demissão por “razões pessoais”. Realmente, muitas razões pessoais assolam aquele ministério. Mas os portugueses podem ficar tranquilos que o seu Ministro da Educação não vai sentir-se sozinho: graças a Deus que o Ministério tem a internet a ligá-lo a um mundo cada vez mais global e cheio de desafios. Quando  a solidão lhe apertar aquele coraçãozinho sensível, o Nuno pode abrir o facebook sempre que quiser e aí conversar com os milhões de amigos que tem espalhados naquela rede social. e a internet não tem "razões pessoais".Até ver.

1 comentário:

fb disse...

Realmente, muitas razões pessoais assolam aquele ministério. Mas os portugueses podem ficar tranquilos que o seu Ministro da Educação não vai sentir-se sozinho: graças a Deus que o Ministério tem a internet a ligá-lo a um mundo cada vez mais global e cheio de desafios. Quando a solidão lhe apertar aquele coraçãozinho sensível, o Nuno pode abrir o facebook sempre que quiser e aí conversar com os milhões de amigos que tem espalhados naquela rede social. e a internet não tem "razões pessoais".não é de prever que também se demita, caramba.