quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Da longa série "a governabilidade está a passar por aqui"



O primeiro-ministro leu uma coisa na AR às 10 e pouco da manhã, que a reversão dos cortes salariais dos funcionários públicos será total em 2016, e corrigiu o que tinha dito já perto do meio-dia. Segundo a versão dessa hora, em 2016, se Passos Coelho ainda "for primeiro-ministro", vai insistir na reposição gradual de salários da função pública em 20% até 2018, como o governo tem defendido, apesar do Tribunal Constitucional ter manifestado sérias reservas a esse calendário indefinido. Ainda não são duas da tarde. Há que esperar. Se vier à tabela, a terceira versão chega por volta dessa hora, a quarta pelas 4 da tarde, a quinta pelas 6 e por aí adiante. Temos um Primeiro-ministro que muda de opinião de duas em duas horas mas temos um Presidente da República que sabe compensar esta inconstância nunca mudando a sua: a degradação da nossa democracia e as afrontas de Pedro Passos Coelho ao Tribunal Constitucional e à vida dos portugueses são para continuarem até ao Outono do próximo ano. A governabilidade está a passar por aqui.


Vagamente relacionado: Isto está finalmente a animar. Aviões da força aérea russa sobrevoam escolas portuguesas à procura de um compatriota colocado por engano na EB 3+5 do mega-agrupamento da Quinta do Desleixo. Computadores da Casa Branca atacados por hackers, suspeitos também de terem neutralizado o Citius, deixaram uma fotografia de uma ministra loura no PC de Obama com a menssagem "não deixem ir mais vinho para aquela mesa". (facebook)


1 comentário:

fb disse...

Temos um Primeiro-ministro que muda de opinião de duas em duas horas mas temos um Presidente da República que sabe compensar esta inconstância nunca mudando de opinião: a degradação da nossa democracia e as afrontas de Pedro Passos Coelho ao Tribunal Constitucional e à vida dos portugueses são para continuar até ao Outono do próximo ano. A governabilidade está a passar por aqui.