quarta-feira, 25 de junho de 2014

Generosidades


A Portugal Telecom saiu beneficiada quando, em 2003, o Governo de Durão Barroso lhe entregou o serviço universal de telecomunicações sem qualquer concurso público. Os portugueses já tinham perdido a PT na privatização, voltaram a perder nos tarifários que durante anos a PT pôde fixar como quis. Em 2012, voltaram a perder, e a PT a ganhar, porque o actual Governo a indemnizou com 33 milhões de euros pela revogação antecipada do contrato de concessão assinado à margem da lei em 2003 para durar até 2025. Em 2014, hoje, para não variar, são novamente os portugueses que ficarão a perder, no caso os 3 milhões de euros da coima que o Tribunal de Justiça Europeu decidiu aplicar a Portugal para punir a generosidade de vários Governos para com a PT ou, vivemos numa democracia e os Governos não caem do céu, para punir a forma alegre e despreocupada como o melhor povo do mundo convive com as generosidades do seu arco preferido. Povos generosos, Governos generosos. Tem a sua lógica. A dos eternos ganhadores e a dos eternos perdedores.

1 comentário:

Francisco Trindade disse...

"A dos eternos ganhadores e a dos eternos perdedores." Certo! E nenhuma eleição altera isso até porque se isso estivesse quase a acontecer...os poderossos e os polícias do sistema impediriam a situação por todos os meios ao seu alcance...