sexta-feira, 20 de junho de 2014

A euforia das esquerdas e o belmirismo em festa


Se este texto fosse sobre trânsito, inverteria a ordem dos parágrafos. Este seria o segundo e o que segue logo abaixo seria o primeiro. Como não é, sem deixar de ser, dedico estas linhas a António Costa e a José Sá Fernandes. Se sobre como se posiciona o primeiro relativamente ao tratado divisor do qual depende o nosso futuro colectivo nas próximas décadas não se sabe nada de concreto, sobre a forma como aquele que apesar da omissão muitos vêem como o D. Sebastião das esquerdas percepciona a apropriação privada do espaço público e como compagina o exercício do poder com a rentabilização desse espaço por uma cadeia de supermercados para prejuízo de todos os comerciantes da avenida e cidadãos de Lisboa, o parágrafo seguinte e a intenção manifestada de repetir o feito, quem sabe em plena A1 quando for Primeiro-Ministro, não deixam margens para grandes equívocos. Sobre o segundo, o vereador das “estruturas verdes”, o tal Zé que afinal fazia muita falta ao Tio Belmiro, junto-o ao primeiro como exemplo do cuidado que há que ter para evitar servir novamente de trampolim a carreiras políticas fulgurantes ao serviço do porco, do burro e do cantor pimba que amanhã darão as mãos numa sentida homenagem ao nacional-parolismo que faz a fortuna do terceiro mais rico de Portugal. E agora o aviso, a ler em milhares de litros de combustível queimados em intermináveis filas de trânsito e em milhões de euros perdidos por ter havido quem permitisse a realização de uma festa privada numa das principais artérias de uma capital sitiada durante quase uma semana.

Aviso. O trânsito na Avenida da Liberdade e nos Restauradores, em Lisboa, iria estar condicionado entre a passada terça-feira e a próxima segunda, com o encerramento total da avenida no sábado para a realização do "Mega picnic" do Continente, anunciavam os serviços da Câmara Municipal de Lisboa na passada Segunda-feira. Segundo o mesmo comunicado, a partir de quinta-feira, ontem, encerraria também, a partir das 21h30, o eixo central entre o cruzamento da Rua Alexandre Herculano e os Restauradores. Às 21h30 de sexta-feira, hoje, dar-se-ia o fecho total do eixo central da Avenida da Liberdade, entretanto antecipado para esta manhã. A maior perturbação foi calendarizada para ocorrer amanhã, Sábado, com o encerramento total, durante todo o dia, do eixo central e dos atravessamentos da Avenida da Liberdade. O "Mega picnic" começa às 10h e vai ocupar toda a avenida com locais para a realização de piqueniques, zonas de restauração, várias plantações hortícolas e animais do campo. Para as 19h está marcado o concerto do cantor Tony Carreira, como já é habitual. A circulação começará a regressar à normalidade na noite de domingo, às 21h30, com a abertura do eixo central entre o Marquês de Pombal e o cruzamento da Rua Alexandre Herculano. Ainda assim, só às 6h de segunda Lisboa regressará à normalidade. Fim do aviso.

Sem comentários: