quarta-feira, 21 de maio de 2014

Povo que lavas no rio



As hostes laranja-rosa estão que nem podem. Mário Soares não gostou de ter sido convidado por António José Seguro à última da hora para participar no encerramento  da campanha, diz que vota PS à mesma mas recusou o convite. "Oh, eu estarei sempre com o Soares, mas também gosto do Seguro". "Ai! Eu do Seguro não gosto, nem do Assis, mas faço como o Soares, também voto PS". "Ui! Se eles são assim incompetentes até nos convites, se não se entendem nem entre eles próprios, imaginem no resto! É por isso que eu voto Aliança Portugal!" Mas o que é que tanto entusiasma esta gente? Que mais dá votar PS ou Aliança Portugal? Em que é que estão a votar? O Tratado Orçamental que todos eles aprovaram consagra a austeridade como a única política possível em toda a União Europeia. Em entrevista ao jornal Leipziger Volkszeitung, Angela Merkel pintou as eleições do próximo Domingo como mera formalidade porque "o meu [seu] partido [os conservadores da CDU] e os sociais-democratas [que estão coligados com a CDU no Governo] vai apresentar uma proposta consensual para a formação da nova Comissão Europeia". Qual Schulz, qual Juncker,,se é que alguma vez existiu alguma diferença substancial entre ambos. Segundo fontes bem colocadas, A presidência da Comissão Europeia já está definida e irá ser novamente designada por "consenso", leia-se, por Ângela Merkel. O nome avançado é o de Christine Lagarde, actual directora-geral do FMI, a tal organização de benfeitores que fez jorrar espumante na semana passada por alegadamente ter deixado o país. Que filme é que esta malta anda a ver?

1 comentário:

luis tavares disse...

Os portugueses decerto fumam uma boa ganza,apesar de andarem tesos e vão voltar a eleger mais verdugos...(espero bem que a senhora da assunção não me ouça...