terça-feira, 20 de maio de 2014

"Não há dinheiro": qual das três palavras não percebeu?


O presidente do conselho de administração, Álvaro do Nascimento, o presidente da comissão executiva, José de Matos, e outros seis gestores da Caixa Geral de Depósitos vão ter um salário acima dos limites fixados para as empresas públicas, cerca de 72 mil euros anuais, beneficiando do facto da redacção habilidosa que o Governo deu à lei que aprovou em 2012 permitir a opção por um vencimento igual à média dos três anos anteriores à nomeação. A autorização foi dada oficialmente nesta segunda-feira, num despacho do secretário de Estado das Finanças, Manuel Rodrigues, com efeitos retroactivos a 8 de Julho de 2013, para coincidir com o início do mandato dos actuais gestores, que termina em 2015. Em 2013, o grupo CGD apresentou um resultado negativo de 575,8 milhões de euros. A divulgação da nova tabela salarial para a função pública está agendada para depois das eleições do próximo Domingo.



Nome

Salário mensal bruto

Salário Anual bruto

José de Matos

  16.578,28 €

         232.095,92 €

Jorge Cardoso

  13.887,00 €

         194.418,00 €

João Nuno Palma

  13.481,60 €

         188.742,40 €

Ana Cristina Leal

  12.703,17 €

         177.844,38 €

Maria João Carioca

  12.039,21 €

         168.548,94 €

José Pedro Cabral dos Santos

  11.424,33 €

         159.940,62 €

Nuno Fernandes Thomaz

    8.647,80 €

         121.069,20 €

Soma

 

 1.242.659,46 €

1 comentário:

Anónimo disse...

Também por isso, seria bom que houvesse mais debate nos meios de comunicação, sobre outras alternativas no plano politico/económico, e entre elas o ««cooperativismo» democrata centrista».