sábado, 5 de abril de 2014

José Wilker (1947-2014)



O Dr. Mundinho da Gabriela era fino, rico, sóbrio, amigo das boas causas, um cavalheiro daqueles que até a sogra mais exigente gostaria de ter como genro. O Roque Santeiro, pelo contrário, para além de ser um bronco, era também um trapaceiro, daqueles que não se convidam nem para tomar um café. Só um grande actor como José Wilker conseguiria representar personagens tão diferentes como estas, que escolhi por porventura serem aquelas que maior marca deixaram no imaginário do público português, sem que alguém se arriscasse a dizer que era o mesmo actor de teatro, cinema e telenovelas, resistente à ditadura militar, encenador, realizador e crítico de cinema   aquele que lhes dava vida. José Wilker deixou-nos hoje aos 66 anos. O Mundinho, o Roque Santeiro  e todos os outros vão continuar a viver lá nos confins daquele Brasil enquanto viver o último que os recorde.


(corrigido: conforme me chamaram à atenção, ao contrário do que havia escrito, Zeca Diabo não era José Wilker e sim o grande Lima Duarte. Obrigado pela correcção.)

2 comentários:

Anónimo disse...

Atenção: a personagem Zeca Diabo foi interpretada por Lima Duarte, outro gigante da representação brasileira, felizmente vivo.

Filipe Tourais disse...

Obrigado, já corrigi.