sábado, 29 de março de 2014

Uma pequena contenda entre amigos e colegas




Mais uma notícia que nunca o seria se Edward Snowden não tivesse arriscado a vida e revelado os documentos que graças a si vão chegando ao nosso conhecimento sobre as actividades dos serviços secretos norte-americanos. E mais uma vez a notícia é dada da forma mais habilidosa possível para mitigar o repúdio da opinião pública internacional à actuação de um país que insiste em comportar-se como dono do mundo que não é. Desta vez, ficámos a saber que os americanos têm um arquivo onde figuram as actividades e os segredos de Estado de 122 chefes de Estado e de Governo de todo o mundo, mas os noticieiros conduzem os seus públicos para os mais de 300 relatórios” com informações sobre a chanceler alemã Angela Merkel, a que dão todo o destaque, para apenas depois, quase como nota de rodapé, mencionarem os restantes 121 espiados. Que a der Spiegel o faça, por ser alemã, até se entende. Mas, caramba, nós não somos alemães nem isto é o quarto Reich, pelo menos formalmente. Os alemães que digiram a forma vergonhosa como Angela Merkel vai gerindo a coisa. A nós, como a todos os não alemães e não americanos, cabe-nos verificar como senhora, que é tão prepotente com povos que não a espiam,  vai fazer uma visita de cortesia a Barack Obama no próximo mês de Maio. Amigos como antes. Tudo menos beliscar a livre circulação de mercadorias e de capitais que vai enriquecendo um patrão sem cara de gente que os dois têm em comum. Cabe-nos sobretudo reparar como em toda esta trapalhada o único vilão que nos é vendido é Edward Snowden, um cidadão como todos nós cujo único crime foi tentar mostrar-nos em que porcaria de mundo vivemos. Que grande decepção deve estar a ter ao verificar que a porcaria de mundo está povoado maioritariamente por uma porcaria de gente que não lhe move a mínima solidariedade, o mínimo reconhecimento. O mundo sempre evoluiu e regrediu em função da presença ou ausência de vontade dos povos que o habitam. Ainda alguém se lembra daquela humanidade que um dia sonhou que a tecnologia um dia iria acabar com a fome no mundo e permitiria que todos os seres humanos tivessem uma vida melhor trabalhando menos?

Sem comentários: