segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Que democracia é esta



Temos tido Eusébio, ontem tivemos Benfica, hoje teremos Cristiano Ronaldo. Não se aborreçam. Quando se fala no que realmenteafecta as nossas vidas, fazem-no impingindo-nos uma realidade ficcionada. Esta manhã, se ligarem a Antena 1, podem assistir a uma ofensiva mediática com forma de sondagem sobre perspectivas para 2014. Ponto de partida da dita, a opinião dos portugueses sobre a redução do desemprego e o aumento das exportações. Mas qual redução do desemprego, aquela que conseguiram exportando desempregados e aumentando o número de empregos com menos de 10 horas semanais? Quais exportações, as da refinaria de Sines, que correspondem ao grosso do alardeado aumento? Viva o CristianoRonaldo! A casa dos segredos também engana menos do que esta "informação" com aspas gigantescas. Que democracia podemos ter, com a desinformação a viciar as escolhas tão despudoradamente? Que nome preferem para o capítulo seguinte da destruição do país – eles chamam-lhe “ajuda” externa –, “plano cautelar” ou “segundo resgate”? Com Passos ou com Seguro? Não saímos disto.

1 comentário:

Um Belga em Portugal disse...

Quero acrescentar que as exportações noutras áreas foram conseguidos com um política de baixo preço. Ou seja, vender os produtos nacionais a custa de salários da China. Qualquer pessoa que leu o primeiro capítulo dum livro de economia sabe que quando não existe economia de escala, a política económica passa pela diferenciação e Portugal tem suficientemente de produtos de qualidade para apostar nisso. É preciso esforço e coragem para delinear estratégias de exportação , mas isso já sabemos... não temos governantes para isso!