quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Convocatória para pagar uma perversão


O diploma que revê o Estatuto do Ensino Particular e Cooperativo foi aprovado nesta quinta-feira em Conselho de Ministros. Uma das novidades é que, com as novas regras, “o Estado não se restringe a apoiar turmas, como acontece neste momento com os contratos de associação, mas também apoia alunos, isto é, o dinheiro dos nossos impostos será canalizado directamente para os bolsos dos papás que não queiram ver os seus meninos misturados com meninos oriundos de outros extractos sociais e daí para os bolsos de mais uma classe de empreendedores daqueles que enriquecem à sombra do Estado.

O Ministro Nuno Crato, o mesmo que não permite a abertura de turmas nas escolas da rede pública apesar de haver alunos que o justificam, o mesmo que aumentou o número de alunos por turma apesar da deterioração da qualidade do serviço oferecido, o mesmo que pelas duas decisões anteriores enviou directamente para o desemprego dezenas de milhar de professores, justifica a medida dizendo que assim se “abre um caminho mais directo a uma liberdade de escolha e a uma concorrência entre escolas e entre sistemas”, público e privado”. O público que ele próprio deteriorou, o privado que ele próprio fomentou desviando os impostos que garantiam a qualidade da escola pública para os bolsos de empresários muito bem colocados junto do poder político, que a partir de agora enriquecerão ainda mais do que até aqui.
A tal “liberdade de escolha”, a concorrência desleal, o ensino de qualidade dos meninos ricos, o desemprego de todos os docentes que dedicaram uma vida inteira à escola pública e que agora deixarão de ser necessários e a deterioração das escolas a frequentar por meninos pobres são as parcelas de uma perversão monstruosa, de constitucionalidade novamente duvidosa, que este Governo nos convoca para pagarmos com o dinheiro dos nossos impostos. Assistimos à  machadada final na Escola pública universal e de qualidade. Desta vez, que não seja em silêncio. 

Sem comentários: