domingo, 18 de agosto de 2013

Para variar



Regressou o futebol da I Liga. Para variar, o Sporting goleou o Arouca por 5-1, o Sporting de Braga venceu o Paços de Ferreira por 2-0, o Benfica voltou a perder pontos pelo nono ano consecutivo com uma derrota por 2-1 na Madeira frente ao Marítimo e o FC Porto terminou a jornada com uma vitória em Setúbal por 1-3. Sporting  de Braga e Sporting exibiram-se em bom nível, mas o mesmo já não se pode dizer de Benfica e de FC Porto, ambos com fracas exibições.

Para variar, o FC Porto que agradeça mais uma vez ao árbitro, no caso, João Capela, pela descoberta do penalty com que os portistas empataram o jogo logo a seguir ao intervalo, bem como pela decisão de expulsar o guarda-redes setubalense sem expulsar também o jogador portista que o provocou e depois com ele se envolveu em agressões mútuas. Contra dez e com o jogo já empatado, a vitória acabou por ser fácil.

Já o Benfica, para além de ter de se queixar de si próprio, tem também razões de queixa de uma arbitragem que foi bastante criteriosa no penalty do qual resultou a desvantagem com que foi para intervalo, mas que deixou passar em claro outro penalty, este a seu favor, no final da partida, e do qual  poderia ter resultado o empate. "Contingências", ou lá como se diz. O que conta é a desvantagem de três pontos relativamente a toda a concorrência com que o Benfica inicia mais um campeonato e o futebol sem chama, que não augura nada de bom, pelo menos para o futuro mais próximo. A equipa está pouco entrosada, o plantel nota-se desequilibrado e tem lacunas em várias posições. Para variar, o planeamento da época voltou a deixar muito a desejar.

5 comentários:

Anónimo disse...

Meu caro, sendo um vívido crítico do país e da sociedade, venho eu criticá-lo pelo fanatismo futebolístico. Não é que com este comentário acaba por se enquadrar diretamente na mentalidade "fanática" do típico português? Pense nisso meu caro...

Filipe Tourais disse...

Não vejo em quê e também não diz. Concretize, se faz favor.

Anónimo disse...

"Penalty descoberto", "agressões mútuas"? Até tu, Brutus?

Filipe Tourais disse...

Muitos brutus, por sinal, não apenas eu.

MF disse...


Começou mal a época no campo das arbitragens, e não só com equipas «grandes». Quem viu certas passagens do Guimarães- Olhanense não pode deixar de ficar arrepiado com o que se possa passar entre candidatos a lugares europeus e candidatos à descida de divisão.O jogo mais notório ainda foi entre o Setúbal e o FCP. Paulo Fonseca, recrutado directamente das juventudes desportivas por Pinto da Costa, ainda não percebeu que cada penalti mal marcado a favor do FCP, cada golo duvidoso que o favoreça, só o diminui como treinador aos olhos de todos. O seu ataque a José Mota foi o de quem não sabe ainda o seu papel.