quarta-feira, 21 de agosto de 2013

"Bom dia, pensem positivo"


"Novo corte de 15 milhões no orçamento das universidades” e “Ministério não fecha escolas do 1º ciclo no próximo ano”. Todos os dias, todas as manhãs, tardes e noites os cortes nos nossos direitos sociais são-nos servidos a conta-gotas. É como se não estivesse em marcha um plano de destruição do Estado social com uma calendarização que prevê cortes cada vez maiores até ao tecto de 0,5% do PIB para o défice orçamental, a tal “regra de ouro” da ultra-austeridade que PSD, PS e CDS aprovaram no Parlamento e a conveniência deste auto-denominado “arco da governabilidade” se encarregou de fazer cair no esquecimento. A máquina mediática do regime todos os dias vai ao encontro dos portugueses que preferem acreditar que a próxima dose de austeridade será a última e/ou que o próximo Governo saído deste arco não será tão mau como o anterior. É assim uma espécie de “bom dia, pensem positivo”. É só mais um bocadinho.

Sem comentários: