terça-feira, 16 de julho de 2013

À descarada


O Presidente da República antecipou para Quinta-feira, o dia da votação na AR da moção de censura apresentada pelo PEV, uma deslocação tudo menos inadiável às Ilhas Selvagens, um arquipélago inabitado a 150 milhas da Madeira e o ponto mais longínquo do território nacional, onde dormirá nessa noite. Confesso que comecei a escrever um post que já estava demasiado longo quando desisti. Não valerá escrever muito mais do que constatar que, desta vez, o Presidente assume que está mesmo a dormir e que quer dormir o mais longe que lhe seja possível daspessoas. Cavaco Silva continua a gozar com todos nós. Agora, porém, já goza à descarada. Cavaco insiste em desafiar a paciência dos portugueses.

Sem comentários: