sexta-feira, 7 de junho de 2013

Sobre o verbo cenourar

A técnica da cenoura. Foi usada quando o Governo Sócrates prometeu prémios de desempenho aos sindicatos em troca do seu acordo quanto ao desmantelamento das carreiras da Administração Pública. Consumado o desmantelamento que os ex-funcionários públicos ficaram a dever à UGT, os prémios e as progressões na carreira, apesar de abrangerem apenas 5% de trabalhadores os primeiros e apesar de acontecerem apenas de 10 em 10 anos para 95% dos trabalhadores as segundas, foram imediatamente congelados. Voltam agora à mesa das negociações pela mão da mesma técnica da cenoura: o Governo cenoura com o descongelamento de prémios e progressões para convencer os sindicatos a aceitarem o novo sistema de despedimentos sem justa causa a que o Governo chama de “requalificação” e o aumento de 5 horas semanais de trabalho sem o acréscimo salarial respectivo. Cenoura minúscula, ainda mais conhecendo a velocidade a que estas cenouras evaporam. Também não me cheira que possam agradar ao Tribunal Constitucional. 

Sem comentários: