terça-feira, 25 de junho de 2013

Que maravilha

O défice público relativo aos primeiros três meses do ano “poderá situar-se acima dos 10%” do Produto Interno Bruto na óptica da contabilidade nacional se o INE reclassificar as operações de ajudas à banca com capitais públicos, avançou nesta terça-feira o ministro das Finanças. Sem considerar a recapitalização da banca, Vítor Gaspar admite que o défice orçamental fique na ordem do que prevêem os técnicos da Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO), que apontam para um desequilíbrio entre 7,3% e 8,7% do PIB, números monstruosos que plagiam a governação socialista. Está tudo a correr pelo melhor, como é bom de ver. Milhares e milhares de vidas e de empresas destruídas, fome, miséria, desemprego e um défice orçamental cada vez maior. E o Governo não quer mudar de políticas. Temos urgentemente que mudar de Governo.

Sem comentários: