quarta-feira, 19 de junho de 2013

Gosto tanto de o ouvir falar


“No plano fiscal, a maioria deve estabelecer um calendário e objectivos firmes, para, após a reforma do IRC, iniciar, ainda nesta legislatura, o desagravamento fiscal em sede de IRS”. Gostei muito de ouvir o que ouvi sobre a moção ao congresso que Paulo Portas apresentou ontem à noite. O parceiro bonzinho da coligação governamental que, como tal, não tem descido nas sondagens, traz sempre boas notícias. É uma pena que o formato da apresentação não tenha incluído as habituais perguntas ao final, senão ficaríamos a saber o que é que Paulo Portas sabe que os portugueses não sabem para poder mandar-se assim de cabeça para o compromisso de baixar o IRS.

Talvez o Governo tenha decidido rasgar o memorando que PSD, PS e CDS assinaram de cruz sem saber qual a taxa de juro que depois nos puseram a pagar pelos empréstimos da troika. Ou estará para breve uma redução dessa taxa para aqueles 0,5% a que o BCE cede liquidez ao sector financeiro. Talvez o Governo esteja prestes a anunciar um New Deal à portuguesa, com a redução do horário semanal de trabalho para as 30 horas, de forma a distribuir os empregos existentes por mais pessoas. Ou uma reforma fiscal sem isenções para a banca, grandes fortunas e Igreja Católica, o que permitiria aliviar os trabalhadores portugueses dos impostos que estas forças vivas da nossa sociedade continuam a não pagar. Também poderão ter decidido ainda mais despedimentos  na Administração Pública, o que considero a hipótese mais improvável. Tratando-se do parceiro bonzinho da coligação, com toda a certeza que não o permitiria, aliás, foi sempre silenciosamente contra.

Ou então Portas quis começar a preparar as eleições e anunciar a ruptura com o PSD, com toda a responsabilidade e sentido de Estado, claro. Eu inclino-me mais para esta última. De qualquer forma, à excepção da mais improvável, as possibilidades atrás referidas são todas elas boas notícias. É por isso que sempre gosto tanto de o ouvir falar.

1 comentário:

Mariposa Colorida disse...

Eu já disse muitas vezes. Não gosto de ouvir falar nenhum deles. Não tenho paciência. Política só ao Sábado, no Eixo do Mal. Esses sim, valem a pena!