quarta-feira, 5 de junho de 2013

Até a recuar são péssimos


Isto vai ao encontro do que aqui escrevi há dias, quando defendi que os sindicatos da Administração Pública deviam fazer o mesmo. Os professores ameaçaram com uma greve de vários dias e o Governo não teve outro remédio senão recuar: o horário semanal de trabalho dos professores - só dos professores - já não será alargado das 35 para as 40 horas e o Governo aceita contabilizar como actividade lectiva uma série de actividades que não eram consideradas como tal até agora. É um perfeito disparate que se ponham a inventar trabalho só para encher horários em vez de decidirem reduzir o número de alunos por turma para melhorar as condições de aprendizagem de alunos e melhor rentabilizar o esforço dos professores, é verdade, mas que recuaram, embora não o suficiente, lá isso recuaram. E, como se vê, até a recuar são péssimos.

Sem comentários: