quinta-feira, 16 de maio de 2013

Presumíveis inocentes


Um tribunal de Madrid ordenou nesta quinta-feira a prisão preventiva de Miguel Blesa, ex-presidente da Caja Madrid entre 1996 e 2009, por irregularidades na compra do City National Bank e pela concessão de um empréstimo de 26,6 milhões de euros ao grupo Marsans, que faliu há cerca de três anos, noticia a imprensa espanhola. Por coincidência, no mesmo dia, a imprensa portuguesa noticiou que um anexo do processo BPN sobre buscas desapareceu do DCIAP, deixando o caminho aberto à defesa dos arguidos para requererem a nulidade do processo.

Sem comentários: