domingo, 26 de maio de 2013

Para o ano há mais


Campeonato, FC Porto, Liga Europa, Chelsea, Taça de Portugal, Vitória de Guimarães. O Benfica começou o mês de Maio com possibilidades de ganhar tudo e a praticar um futebol de encher o olho. Não pode, por isso, dizer-se que foi uma má época. Porém, termina a época sem ganhar absolutamente nada. Registe-se a aparente contradição: uma época que de forma alguma pode dizer-se que tenha sido má acabou por ser uma péssima época. Acontece. O futebol é tramado. Parabéns aos vencedores, glória aos vencidos.

Como foi possível tudo isto ter acontecido é a pergunta que sempre se faz num momento como este. Resposta possível: os adversários foram melhores nos momentos decisivos. E os adversários também lá estão para ganhar. Encontrar culpados é a tendência ilógica de quem não sabe perder. A haver culpados, também são culpados por terem conseguido que a equipa chegasse ao fim da época com possibilidades de ganhar as três competições que acabaram por perder. É um bom momento para relembrar que Benfica havia antes de Luís Filipe Vieira e que futebol a equipa praticava antes de Jorge Jesus. Perdemos? Paciência. Não morreu ninguém. Para o ano há mais.

1 comentário:

fb disse...

Campeonato, FC Porto, Liga Europa, Chelsea, Taça de Portugal, Vitória de Guimarães. O Benfica começou o mês de Maio com possibilidades de ganhar tudo e a praticar um futebol de encher o olho. Não pode, por isso, dizer-se que foi uma má época. Porém, termina a época sem ganhar absolutamente nada. Registe-se a aparente contradição: uma época que de forma alguma pode dizer-se que tenha sido má acabou por ser uma péssima época. Acontece. O futebol é tramado. Parabéns aos vencedores, glória aos vencidos.
Como foi possível tudo isto ter acontecido é a pergunta que sempre se faz num momento como este. Resposta possível: os adversários foram melhores nos momentos decisivos. E os adversários também lá estão para ganhar. Encontrar culpados é a tendência ilógica de quem não sabe perder. A haver culpados, serão os mesmos que conseguiram que a equipa chegasse ao fim da época com possibilidades de ganhar as três competições que acabaram por perder. É um bom momento para relembrar que Benfica havia antes de Luís Filipe Vieira e que futebol a equipa praticava antes de Jorge Jesus. Perdemos? Paciência. Não morreu ninguém. Para o ano há mais.