sexta-feira, 17 de maio de 2013

Ainda sobre a falta que faz o ensino da CRP nas nossas escolas

O CDS-PP reagiu nesta sexta-feira ao anúncio de uma greve geral de professores no dia em que começam os exames nacionais do ensino secundário, dizendo, pela voz do deputado Michael Seufert, que esta decisão é “um golpe muito baixo para o sistema de ensino”. Um golpe alto, talvez um golpe de génio, será o despedimento anunciado de milhares de docentes depois de andarem anos e anos com a casa às costas a mudarem de cidade até conseguirem a estabilidade que a loucura de um Governo se propõe destruir. Haveria que convidar o senhor deputado a ler a Constituição da República Portuguesa que o seu partido quer manter longe das crianças como se fosse um veneno perigoso. É que nesse livrinho, que com toda a certeza também não foi dado a ler ao senhor deputado enquanto ainda era tempo para evitar a sua deformação, vem previsto o direito à greve, ao contrário do seu “golpe alto” e do desmantelamento do sistema de ensino gratuito universal e de qualidade que o Governo que o seu partido sustenta anda entretido a promover, ao arrepio do que o tal livrinho consagra como obrigatório. Vá, senhor deputado, vá ler a Constituição. É dela que emana o poder que não lhe caiu nas mãos nem para dizer disparates, nem para o exercer contra quem caiu na asneira de lhe confiar o voto. Isso, sim, é que são golpes baixos, por sinal, uma constante tornada tradição no seu partido.

Sem comentários: