terça-feira, 2 de abril de 2013

Embaixador, empreendedor, vendedor de pipocas, é tudo a mesma coisa



Miguel Relvas conheceu Miguel Gonçalves no youtube, convidou-o para almoçar e depois da sobremesa o rapaz, um empreendedor dos quatro costados, que não necessita de dinheiro para viver e por isso trabalhará à borla,  já era "embaixador" do programa "impulso jovem". O Governo finalmente assumiu explicitamente que tipo de problema é para si o emprego jovem e que género de abordagem lhe merece. O desemprego jovem é coisa mesmo séria.
Um pequeno exemplo do que será o "impulso jovem" a partir de agora: «o “embaixador” quis dar uma lição de atitude aos jovens desempregados e que querem estudar ao mesmo tempo. E deu a receita: “Amigo, se tu com 20 anos não consegues arranjar 100 euros por mês para pagar os estudos, então vais ter muitos problemas na vida, porque até a vender pipocas se arranja cem euros por mês”.» Afinal, toda a gente a dramatizar que o desemprego jovem galgou os 40% e a culpa era toda da falta de ideias de toda uma geração de desmiolados que nem para vender pipocas mexem uma palha.
Sobre as políticas do Governo que provocaram desemprego disse: “estais a tentar apanhar-me de um lado e do outro. Eu não sei. Faz perguntas importantes, as pessoas têm pouco tempo, as pessoas que estão em casa têm que perceber ‘olha uma boa ideia, rapaz!'” Sobre o que sente quando vê o ministro das Finanças a anunciar mais austeridade, o "embaixador" disse não ter resposta. “Faz uma pergunta que consiga responder”, disse, admitindo que pode ter soluções de emprego para jovens de 23 anos, mas não para pessoas de 45. E sabiam que uma licenciatura é como uma chave de fendas? Vejam o vídeo junto.

Nota: para os mais desmemoriados, deixo aqui o link para um post sobre uma homóloga do vendedor de pipocas na era Sócrates. Ter memória evita tropeções múltiplos sempre nas mesmas pedras.

Sem comentários: