terça-feira, 9 de abril de 2013

A credibilidade de Portugal "lá fora"

«(…) A classe baixa arrasta-se, a classe média asfixia afogada e amedrontada por carradas de cortes e subidas brutais de impostos, num país onde o salário médio ronda os 850 euros e o salário mínimo não chega sequer aos 500. Regressam velhas dificuldades e costumes a preto e branco, há muito esquecidos: há crianças que jantam a sopa que lhes é fornecida gratuitamente na escola, que trazem  em marmitas porque as suas famílias não têm dinheiro para alimentá-las, arrisca-se não ir ao médico porque uma consulta custa 20 euros, proliferam os vales-desconto para comprar quase tudo e cresce a febre de uma lotaria de trazer por casa chamada “raspadinha”, que por 1 euro dá a possibilidade remota de ganhar o salário de um ano inteiro.” – A credibilidade de Portugal “lá fora” nas páginas do El Pais. Vale a pena ler na íntegra esta descrição da obra que tanto orgulha o nosso Governo, o nosso Presidente e a maioria parlamentar que suporta o primeiro. E que nos cobre a todos de vergonha.

Sem comentários: