quinta-feira, 21 de março de 2013

Pré?

O secretário-geral do PS justificou, na reunião da comissão política, a apresentação de uma moção de censura ao Governo com a “situação de pré-ruptura social” do país. Repare-se na brandura daquele "pré". Revela o mais requintado sentido de Estado e a mais apurada responsabilidade, esses dois monopólios exclusivos detidos pelo PS e pelos outros dois sócios do arco da troika. Mas veja-se que ainda é só pré. Será que António José Seguro vai pôr o PS a abster-se na votação da sua própria moção? Ai que violência que seria. O país arrepia-se todo ao ver o PS em pré-violência.

Sem comentários: