terça-feira, 5 de março de 2013

Cândida Almeida em hora de despedida


O Ministério Público deduziu acusação contra nove arguidos no âmbito do processo conhecido como “dossier BPN” pelos crimes de burla qualificada, abuso de confiança e fraude fiscal qualificada, anunciou nesta terça-feira a Procuradoria-Geral da República (PGR) num comunicado assinado por Cândida Almeida, que preferiu manter os nomes dos acusados em segredo. Para tranquilizar os portugueses, o MP tornou público que fez um pedido cível no total de 15.385.949,69 euros. O BPN já custou mais de 6.000.000.000.,00 euros, uma diferença de pelo menos 5.984.614.050,31 euros a favor dos acusados e dos que ficaram por acusar. O processo BPN tinha 16 arguidos e Teve início a 15 de Dezembro de 2010. O relatório final da Polícia Judiciária que serviu de base à acusação do Ministério Público foi remetido há mais de um ano para o Departamento Central de Investigação e Acção Penal.

1 comentário:

fb share disse...

O Ministério Público deduziu acusação contra nove arguidos no âmbito do processo conhecido como “dossier BPN” pelos crimes de burla qualificada, abuso de confiança e fraude fiscal qualificada, anunciou nesta terça-feira a Procuradoria-Geral da República (PGR) num comunicado assinado por Cândida Almeida, que preferiu manter os nomes dos acusados em segredo. Para tranquilizar os portugueses, o MP tornou público que fez um pedido cível no total de 15.385.949,69 euros. O BPN já custou mais de 6.000.000.000.,00 euros, uma diferença de pelo menos 5.984.614.050,31 euros a favor dos acusados e dos que ficaram por acusar. O processo BPN tinha 16 arguidos e Teve início a 15 de Dezembro de 2010.