quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Um recado para os nossos governantes


Na Bulgária, os últimos dez dias têm sido marcados pelos violentos protestos contra a mesma austeridade que também por aquelas paragens vai destruindo presentes e roubando futuros. Só nesta noite, dos confrontos com a polícia resultaram 25 detenções, 10 feridos, automóveis vandalizados e muitas janelas e montras partidas. Até aqui, nada de novo. Sucede, porém, que, em resultado dos protestos, o Primeiro-ministro búlgaro, Boiko Borissov, de centro-direita, apresentou a sua demissão. Justificação: “Não participarei num Governo quando a polícia bate no povo e quando as ameaças de protestos substituem o debate político”. “Nós temos dignidade e honra. Foi o povo que nos deu o poder, hoje percebemo-lo”, afirmou ainda Borissov. É um exemplo a aplaudir, mas é também um recado para os nossos governantes. Não há austeridade que possa sobrepor-se aos valores da democracia.

Sem comentários: