quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Três empreendedoras

Com apenas uma semana de intervalo, o Ministério da Justiça publicou a transferência da propriedade das empresas do ministro-adjunto e do recém-nomeado Secretário de Estado do Empreendedorismo e ex-administrador do grupo BPN. Miguel Relvas e Franquelim Alves tiveram a mesma ideia quase em simultâneo e transferiram a gerência das suas empresas para as filhas. Na mão das três empreendedoras, com idades entre os 21 e os 28 anos, dois patrimónios  construídos à custa de muito suor e lágrimas ao longo de duas vidas honestas ficarão assim a salvo de qualquer ingerência do poder judicial nos pecúlios familiares respectivos. A notícia aqui fica, para calar a boca a todos os arruaceiros que não têm mais nada para fazer do que andarem para aí a dizer que o Governo nada faz pelos jovens deste país.

Vagamente relacionado: O DCIAP investiga corrupção, desvio de fundos, prevaricação e tráfico de influências no caso Tecnoforma, a empresa de que Passos Coelho foi gestor e consultor e que foi beneficiada em 2004 por Miguel Relvas, quando este era Secretário de Estado da Administração Local. Entretanto, a Tecnoforma foi declarada insolvente e tem processos de execução fiscal num valor total de 500 mil euros.

Sem comentários: