domingo, 10 de fevereiro de 2013

O PS a brincar às casinhas


Era uma vez uma moção, menina, que, originalidade suprema, nasceu com o mesmo nome daquela com que Pedro Passos Coelho conquistou a liderança do PSD mas, alguém deve ter reparado, acabou por ser rebaptizada, menino, como "documento de Coimbra". Sabe-se que a paternidade do menino é reclamada por António José Seguro e que este aponta António Costa como uma das suas mães. Atribui-se àquele abraço fraterno em que se esvaiu o "segurem-me que eu vou-me a ele" da mamã como o momento da fecundação. E tanto a mamã como o papá dizem que o PS está unido em torno da sua menina-menino, O que é que diz? O PS uniu-se em torno do quê? Nada se sabe sobre o rebento. Apenas que é muito bonito e que foi feito com tanto amor que a mamã já saciou a vontade de se ir ao papá. O resto são as vidas e as dificuldades dos portugueses. A política que se ocupe delas. O PS continua a brincar às casinhas.

1 comentário:

Mariposa Colorida disse...

No meu tempo as meninas bricavam às casinhas e os meninos aos cowboys...mas parece que o PS é um bando de meninas brincalhonas alheias à realidade! E este alheamento é mau, muito mau...