terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

De Ricardo para Vítor (e de Vítor para Ricardo)

Estimado e prestimoso Vítor

Escrevo-lhe para lhe perguntar quantos milhões posso esquecer-me de incluir na declaração de IRS de 2012, que estou a ultimar. Aproveito a ocasião para também lhe agradecer ter surripiado da luz do dia tão competentemente as listas de cidadãos nacionais com contas na Suíça e em outros paraísos fiscais facultados pela Alemanha e pela senhora lagarde, uma cordialidade sua que tanto jeito me tem dado para declarar a quantia que quero e sobre ela pagar o que me dá na real gana e assim continuar a poder satisfazer as necessidades mais básicas do meu núcleo familiar.

Cordiais saudações do sempre e incondicionalmente seu
Ricardo

(mais aqui)

Sem comentários: