quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

De Espanha, bons ventos e bons movimentos


O Partido X, a nova formação política espanhola criada por seguidores do 15-M e defensores da cultura livre na Internet, apresentou online as suas propostas para conseguir fazer um “wikigoverno”, direito de voto permanente e transparência na gestão pública. O documento está aberto a contribuições e discussão dos cidadãos até 10 de Fevereiro, e no início de Março deverá ser apresentado o programa propriamente dito. “Estamos a andar muito depressa, sim; mas é preciso agir rapidamente, se não vão roubar-nos tudo, deixar-nos sem hospitais, sem escolas. Esta é uma operação de emergência”, disse uma das porta-vozes do Partido do Futuro ao El País.

Recebo com muito agrado esta notícia e espero que assistamos a idêntica iniciativa do lado de cá da fronteira. De nada serve protestar se depois o protesto não se materializar numa representação parlamentar que faça ecoar as vozes de quem se manifesta no palco onde tudo se decide. Os espanhóis cansaram-se da ideia estafada da recusa em participar no processo democrático de forma organizada e consequente. Venham agora as sondagens para que os partidos do rotativismo espanhol comecem a sentir que só terão a perder se continuarem a rasgar sistematicamente os contratos eleitorais com que se fazem eleger no primeiríssimo dia a seguir às eleições. São ventos de mudança que sopram de Espanha. Se as intenções de voto mostrarem que o X está a conseguir capitalizar os descontentamentos, com toda a certeza que nada será como antes.

1 comentário:

arménio pereira disse...

Ficaremos à espera, até sermos empurrados para onde calhe...