quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Pois não, os sindicatos também não são todos iguais

Com a interposição de quatro acções nos tribunais, a direcção da Federação Nacional de Professores (Fenprof) inicia quinta-feira a batalha jurídica pela vinculação dos docentes que há anos cumprem contratos completos, anuais e sucessivos com o Estado. A Fenprof reclama a aplicação da directiva comunitária que, calcula, obrigará à contratação por tempo indeterminado de cerca de 12 mil professores

1 comentário:

facebook share disse...

Com a interposição de quatro acções nos tribunais, a direcção da Federação Nacional de Professores (Fenprof) inicia quinta-feira a batalha jurídica pela vinculação dos docentes que há anos cumprem contratos completos, anuais e sucessivos com o Estado. A Fenprof reclama a aplicação da directiva comunitária que, calcula, obrigará à contratação por tempo indeterminado de cerca de 12 mil professores