segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Explica lá, Aníbal


Acabou um dos dois últimos tabus de Cavaco Silva. O Presidente da República esperou pelo último dia para promulgaro Orçamento do Estado para 2013, que é publicado nesta segunda-feira em Diário da República para entrar em vigor no primeiro dia de 2013. Quanto ao segundo tabu, sobre a repetição da irresponsabilidade de há um ano de ter voltado a negar-se a enviar o diploma ao Tribunal Constitucional para fiscalização preventiva, a qual, como se sabe, ao contrário da fiscalização sucessiva, tem efeitos suspensivos, esperam-se mais desenvolvimentos durante o dia de amanhã. O Aníbal deve aos portugueses a explicação das vantagens da entrada em vigor de um orçamento inconstitucional imposto conjuntamente por si e pelo Governo por três ou quatro meses, uma autêntica bomba-relógio, simultaneamente institucional e social, que inevitavelmente, temo-lo como certo, explodirá  algures entre Abril e Junho do ano que amanhã começa, com consequências imprevisíveis. Explica lá, Aníbal, quem é que vos dá o direito de suspenderem a democracia e obrigarem-nos a viver tantos meses na opressão desta injustiça?

1 comentário:

Anónimo disse...

Epá, o homem nem isso saberá explicar, se é que ele sabe alguma coisa deste País!!! Da minha parte era preso já hoje... ladrão incompetente.