quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

À espera de melhores relvas

O executivo decidiu nesta quinta-feira, em Conselho de Ministros, suspender a venda da transportadora aérea, rejeitando a oferta feita por Efromovich. O Governo mantém, no entanto, a intenção de privatizar a transportadora. O negócio fica a aguardar pelo abrandamento da pressão da opinião pública e, claro, será questão de números. Não os da oferta, evidentemente, que esses são quase irrelevantes nestas negociatas. Refiro-me àqueles números que ficam no segredo dos deuses entre quem compra – e paga – e quem trata da venda – e recebe – o justo valor quer pela resistência à pressão, quer por tão valorosos serviços prestados à Nação. Tudo absolutamente legal, atenção. Pelo menos até prova em contrário. Mas estas coisas hão-de produzir sensações do tipo “eu compro mas tu não relvas porque estás à espera de uma comissão melhorzita”, que também é uma sensação absolutamente legal, como não poderia deixar de ser num país como o nosso, em que os dedos de uma mão bastam para contar os casos comprovados e condenados de corrupção e enriquecimentos ilícitos. Por isso, ao amigo colombiano-brasileiro-polaco-e-o-diabo-que-o-carregue, toda a minha solidariedade cristã nesta hora difícil.

1 comentário:

Anónimo disse...

As negociatas de milhões já foram feitas nos escritórios de advogados com os pareceres. E cheira-me que o negócio não foi para a frente porque havia gato com rabo trilhado e já começava a cheirar a esturro!