segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

A credibilidade de Portugal "lá fora"


«Ni el copago que aumentó el pasado enero podrá remediarlo. Es lo último en tijeretazos. "Que no se pongan enfermos", es el último esfuerzo que pide el Gobierno portugués a los ciudadanos.» – «Nem as taxas moderadoras, que aumentaram em Janeiro passado, podem remediá-lo. Esta é a última da austeridade: "que não adoeçam" é o último esforço pedido pelo Governo português aos cidadãos.». O tal reforço da credibilidade de Portugal "lá fora", a apregoada compensação da falta de credibilidade de Portugal "cá dentro", escreve-se assim, em linhas de perplexidade que expõem retratos do nosso ridículo. País de malucos.

1 comentário:

facebook share disse...

«Ni el copago que aumentó el pasado enero podrá remediarlo. Es lo último en tijeretazos. "Que no se pongan enfermos", es el último esfuerzo que pide el Gobierno portugués a los ciudadanos.» – «Nem as taxas moderadoras, que aumentaram em Janeiro passado, podem remediá-lo. Esta é a última da austeridade: "que não adoeçam" é o último esforço pedido pelo Governo português aos cidadãos.». O tal reforço da credibilidade de Portugal "lá fora", a apregoada compensação da falta de credibilidade de Portugal "cá dentro", escreve-se assim, em linhas de perplexidade que expõem retratos do nosso ridículo.