quarta-feira, 21 de novembro de 2012

É preciso ter lata

Sinto-me como no dia em que descobri que o Pai Natal não existe.  O Papa acaba de publicar um livro onde reafirma a virgindade de Maria e diz que o burro e a vaca não estavam no presépio. Não que me chateie que o boi não estivesse lá. Não me aquece, nem me arrefece. Agora, acho que é preciso uma enorme lata para dizer tal calúnia sobre o burro. O que me conforta é que um tipo que comenta os hábitos sexuais de uma senhora que, se fosse viva, teria mais de dois mil anos, nunca por nunca pode ser levado a sério. Isto é passatempo próprio de um tarado. Olha  o gajo.

2 comentários:

BRUXA disse...

Está tudo dito :-)))))))))))!

Anónimo disse...

Foi um tiro no pé. Nestas coisas nunca se pode menosprezar o papel dos burros ou podem acabar sem ninguém a acreditar na virgindade