segunda-feira, 5 de novembro de 2012

BCP, a bomba-relógio


O banco acaba de anunciar um prejuízo de 796 milhões em apenas nove meses. A sua distintíssima administração anunciou de imediato um corte nos efectivos que vai permitir "poupar" anualmente 30 milhões de euros, menos de 4% daquele valor. Os contribuintes portugueses contabilizam 3 mil milhões injectados no banco. Um grupo de apenas seis credores desinjectaram do BCP outro tanto, 3,5 mil milhões, o equivalente à quase totalidade do seu valor em bolsa. As políticas de depauperação do país impostas pelo actual Governo estão a fazer disparar o crédito malparado. A aventura grega terminará a qualquer momento com a declaração de bancarrota da Grécia. E o novo BPN tem uma dimensão incomparavelmente maior do que o original. É tranquilizador ver estes senhores completamente à vontade, a brincar aos milhões, quando estamos fartinhos de saber quem é que sempre paga os seus calotes, não é? É uma maravilha ter a banca em mãos privadas.

1 comentário:

Facebook share disse...

O banco acaba de anunciar um prejuízo de 796 milhões em apenas nove meses. A sua distintíssima administração anunciou de imediato um corte nos efectivos que vai permitir "poupar" 30 milhões de euros, menos de 4% daquele valor. Os contribuintes portugueses contabilizam 3 mil milhões injectados no banco. Um grupo de apenas seis credores desinjectaram do BCP outro tanto, 3,5 mil milhões, o equivalente à quase totalidade do seu valor em bolsa. As políticas de depauperação do país impostas pelo actual Governo estão a fazer disparar o crédito malparado. A aventura grega terminará a qualquer momento com a declaração de bancarrota da Grécia. E o novo BPN tem uma dimensão incomparavelmente maior do que o original. É tranquilizador ver estes senhores completamente à vontade, a brincar aos milhões, quando estamos fartinhos de saber quem é que sempre paga os seus calotes, não é? É uma maravilha ter a banca em mãos privadas.