quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Baú das recordações: uma série de notabilizações

Lembram-se dela? Ainda na semana passada se notabilizou ao serviço da coisa pública quando inesperadamente, sem que ninguém lho perguntasse, revelou que os salários dos deputados da maioria são pagos pela troika. Antes disso, já tinha tido oportunidade para se notabilizar no branqueamento das trapalhadas das secretas. Hoje, tropecei na notícia que abaixo republico. Faz-nos recuar até ao tempo em que Teresa Leal Coelho já se notabilizava ao serviço de João Vale e Azevedo. Tanta experiência, em qualquer país do mundo, se não desse cadastro, pelo menos desconfiança geraria pela certa. Em Portugal, pelo contrário, dá curriculum. De administradora executiva de Vale e Azevedo a vice do PSD foi um saltinho. Ou meia dúzia de passos de coelho, talvez esta seja a terminologia aqui mais adequada..
E há uma dúvida que fica no ar: não terá sido por um bocadinho "assim" que João Vale e Azevedo não chegou a Primeiro-ministro de Portugal? Provavelmente, não me expressei bem. Quis dizer "o" João Vale e Azevedo, não "um" João Vale e Azevedo.

1 comentário:

Facebook share disse...

® A constitucionalista Teresa Leal Coelho, número dois na lista de deputados do PSD pelo Porto, foi administradora executiva da SAD do Benfica no tempo em que Vale e Azevedo era presidente do conselho de administração. Teresa Leal Coelho foi demitida daquele cargo no final de 2000 pela direcção de Manuel Vilarinho.