domingo, 28 de outubro de 2012

A liberalização do ranço


Quando o Ministério do Desenvolvimento grego mostrou ao mundo que desenvolver já não é o que era, criando legislação que permite vender alimentos fora de prazo com um desconto à medida da ganância do vendedor, o instinto avisou-me que aquela  liberalização do ranço não tardaria a avançar também por cá. Hoje, o Domingo em que atrasa a hora, foi o dia simbolicamente escolhido para começar a preparar os espíritos para as vantagens da importante conquista que encerra esta, aposto, "reforma estrutural necessária" da era pós-ASAE. A cruzada contra o "preconceito" já começou. E note-se como eles só querem ajudar "neste momento difícil que o país atravessa": A Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) diz que cumpre rigorosamente a lei, não vendendo produtos fora do prazo, mas acrescenta que “se o Governo entender flexibilizar a legislação, garantindo a segurança alimentar, o sector está disponível para encontrar soluções que ajudem o consumidor nesta conjuntura tão adversa”.

1 comentário:

Facebook share disse...

Quando o Ministério do Desenvolvimento grego mostrou ao mundo que desenvolver já não é o que era, criando legislação que permite vender alimentos fora de prazo com um desconto à medida da ganância do vendedor, o instinto avisou-me que aquela liberalização do ranço não tardaria a avançar também por cá. Hoje, o Domingo em que atrasa a hora, foi o dia simbolicamente escolhido para começar a preparar os espíritos para as vantagens da importante conquista que encerra esta, aposto, "reforma estrutural necessária" da era pós-ASAE. A cruzada contra o "preconceito" já começou. E note-se como eles só querem ajudar "neste momento difícil que o país atravessa": A Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) diz que cumpre rigorosamente a lei, não vendendo produtos fora do prazo, mas acrescenta que “se o Governo entender flexibilizar a legislação, garantindo a segurança alimentar, o sector está disponível para encontrar soluções que ajudem o consumidor nesta conjuntura tão adversa”.