domingo, 8 de julho de 2012

Viva os grandes patriotas

O referenciado internacionalmente como traficante de armas de origem libanesa, naturalizado espanhol, parceiro de Manuel Dias Loureiro no BPN em negócios polémicos em Marrocos e Porto Rico foi detido a 30 de Maio, em Genebra, na sequência de um mandado de prisão emitido por Paris por associação ao "caso Karachi". Com a interpelação de Abdul Rahman El-Assir, o procurador Jorge Rosário Teixeira fica, agora, em condições de pedir a colaboração das autoridades suíças para encontrar o rasto aos 30 milhões de euros que terão sido "extraviados", noticia o Público sem formular, ao menos remotamente, a hipótese de Dias Loureiro conhecer a mesma sorte que o amigo e parceiro de negócios. Dias Loureiro vai continuar em liberdade como qualquer outro cidadão honrado daqueles que andam sempre com a palavra “patriotismo” a encher-lhes a boca.

1 comentário:

Anónimo disse...

O referenciado internacionalmente como traficante de armas de origem libanesa, naturalizado espanhol, parceiro de Manuel Dias Loureiro no BPN em negócios polémicos em Marrocos e Porto Rico foi detido a 30 de Maio, em Genebra, na sequência de um mandado de prisão emitido por Paris por associação ao "caso Karachi". Com a interpelação de Abdul Rahman El-Assir, o procurador Jorge Rosário Teixeira fica, agora, em condições de pedir a colaboração das autoridades suíças para encontrar o rasto aos 30 milhões de euros que terão sido "extraviados", noticia o Público sem formular, ao menos remotamente, a hipótese de Dias Loureiro conhecer a mesma sorte que o amigo e parceiro de negócios. Dias Loureiro vai continuar em liberdade como qualquer outro cidadão honrado daqueles que andam sempre com a palavra “patriotismo” a encher-lhes a boca.