quarta-feira, 25 de julho de 2012

As letras também falam

O primeiro número da nova série da revista Vírus está nas livrarias desde o início do mês. A edição em pdf pode ser descarregada gratuitamente no esquerda.net. E, tratando-se de uma publicação simultaneamente gratuita e com enorme qualidade, deixei-me tentar e convertê-la também para o formato áudio mp3, que poderão descarregar aqui.

Como poderão verificar aqueles que disponham de um vulgar leitor portátil de mp3, este formato permite ler em qualquer lugar sem a necessidade de desviar o olhar de outras tarefas que estejam a executar nesse momento e requeiram toda a atenção visual, como conduzir um automóvel ou realizar as sempre maravilhosas tarefas domésticas.

Para além disso, é bom recordá-lo com a devida frequência, há quem não saiba e há quem não possa ler um documento em suporte papel, como são os casos dos analfabetos ou dos portadores de deficiência visual. Este post serve também para sublinhar o todo que não é – e deveria ser – feito para proporcionar a estes cidadãos um acesso à Cultura em condições bastante mais aproximadas daquelas que a nossa sociedade, ainda assim, vai proporcionando a quem não se debate com as suas limitações. Para tal, bastaria que a cada livro publicado fosse dado o mesmo tratamento que dei à revista Vírus. Demorou-me menos tempo do que a escrever este que lêem. E não me custou nem um cêntimo. Fica a ideia e, desde já, as minhas desculpas pelo amadorismo da produção.

1 comentário:

Filipe Tourais disse...

Como poderão verificar aqueles que disponham de um vulgar leitor portátil de mp3, este formato permite ler em qualquer lugar sem a necessidade de desviar o olhar de outras tarefas que estejam a executar nesse momento e requeiram toda a atenção visual, como conduzir um automóvel ou realizar as sempre maravilhosas tarefas domésticas.