sexta-feira, 16 de março de 2012

A somar à herança Sócrates

Portugal comprou dois milhões de vacinas contra a gripe A, por 15 milhões de euros, mas acabou por destruir mais de metade, que equivale a 9,7 milhões, segundo a sub-directora geral da Saúde. Este é o balanço final de um negócio que nasceu ou da incompetência negligente, ou de uma vontade dolosa de enriquecer alguém, eventualmente com direito a comissão. Comissão nas vendas, bem entendido, não uma Comissão daquelas que se fazem no Parlamento para averiguar os ilícitos que há quase 40 anos se vão repetindo, quer com PS, quer com PSD no poder, com ou sem o sócio CDS.

Sem comentários: