segunda-feira, 26 de março de 2012

Sacrifícios para todos

Num universo de 159 empresas públicas, só sete "poderão" pagar ao seu presidente o mesmo vencimento que aufere o primeiro-ministro. Quando a excepção é a regra, a regra é a demagogia, essa iguaria tão do agrado dos tolos.

Sem comentários: