sábado, 10 de março de 2012

Censura no Expresso laranja

“A direcção do semanário Expresso decidiu prescindir da colaboração do jornalista Mário Crespo como colunista daquele jornal, devido ao conteúdo do seu texto de opinião publicado na edição de hoje. A direcção do semanário Expresso decidiu prescindir da colaboração do jornalista Mário Crespo como colunista daquele jornal, devido ao conteúdo do seu texto de opinião publicado na edição de hoje.” (hoje)


“7. O Expresso sabe, também, que em casos muito excepcionais, há notícias que mereciam ser publicadas em lugar de destaque, mas que não devem ser referidas, não por auto-censura ou censura interna, mas porque a sua divulgação seria eventualmente nociva ao interesse nacional. O jornal reserva-se, como é óbvio, o direito de definir, caso a caso, a aplicação deste critério.” (Estatuto editorial do Expresso, redefinido e publicado a seguir às eleições de Junho de 2011)

Sem comentários: