segunda-feira, 5 de março de 2012

Assinalável coerência

Um estudo da Universidade do Porto concluiu que a classificação de entrada não permite prever o desempenho académico individual e que, em média, os estudantes provenientes de escolas privadas revelam pior desempenho do que os das escolas públicas. O Governo está a investir no ensino privado enquanto desinveste no ensino público. Constatá-lo à luz deste estudo será, afinal, apenas sublinhar que as apostas no sector da Educação não afectam a coerência das demais opções políticas, cujo resultado é impossível ocultar. O erro é geral.

1 comentário:

bombista não-suicida disse...

Um dia destes pediram-me para rever um trabalho académico para um curso de pós-graduação... Tive de desistir de ler ao fim de três minutos - a construção frásica era de tal modo horrenda que fiquei na dúvida se os respectivos autores (sim,trabalho de grupo) não seriam do 7º ou 8º ano... a instituição que frequentam é privada e tem fama de dar notas em função da carinha dos discentes... ganham milhares de euros anualmente para distribuir diplomas de cursos da treta - e os papás dos meninos e meninas que lá vão encomendar o diploma não se importam - o que interessa é que tenham filhos com estudos... isto é um país de ceguinhos que não querem ver.