sábado, 25 de fevereiro de 2012

Isto está feio

Fraca exibição do Benfica na primeira parte e um pouco melhor na segunda no terceiro jogo sem ganhar e segundo sem marcar. Com o empate a zero em Coimbra, frente à Académica, em apenas duas jornadas, é quase certo que o Benfica verá amanhã anulada a vantagem de 5 pontos que tinha sobre o FC Porto. Estão criadas as condições para um clássico explosivo. E fica também aberta a porta para o pior cenário: ver-se ultrapassado pelo FC Porto na Sexta-feira e eliminado pelo Zénite na Terça-feira seguinte, o carimbo de uma época perdida em apenas cinco dias. Rodrigo e Javi estão de fora, bem sabemos, mas não era o Benfica que tinha um banco recheado de alternativas? Até dia 6, teremos a prova real. Isto está feio.


Actualização (Seg. 27 Fev): o Sporting de Braga está na luta pelo título, depois de ter somado o nono triunfo consecutivo no campeonato (4-0, frente ao Vitória de Guimarães), colocando-se a três pontos do duo que lidera a Liga.

10 comentários:

Anónimo disse...

jesus é idiota. arriscar Djálo com Saviola no banco é humilhante, para o jogador e para toda a família benfiquista. Sai Aimar e entra Djálo ( há 1 ano que não jogava) é surreal. Será que teve uma fé ? assim como deixar o Witsel no Banco contra o Guimarães. O Benfica tem de procurar um treinador de topo porque temos um bom plantel. assim nem nos anos em que o FCP está em baixo conseguimos ganhar nada. O homem quer INVENTAR a roda e a roda já foi inventada. Deus nos proteja com um gajo destes à frente do nosso BENFICA.

Anónimo disse...

Perdermos e começam as críticas ao treinador, é o habitual.
Contudo é impossível de entender a substituição do Matic. Foi provavelmente o melhor jogador em campo na 1ª parte, não cometeu um unico erro e saía sempre com a bola a jogar e procurava sair rápido.
Alguém é capaz de entender porque se tira da equipa o jogador que está a jogar melhor?

Anónimo disse...

Só uma perguntinha aos anónimos de cima:
por acaso não ouviram dizer que a Académica também esteve lá?

Filipe Tourais disse...

Esteve e jogou muito bem. Imagino que também será normal na Académica lamentarem o mal que jogou a equipa quando o resultado é mau emvez se se porem a elogiar o adversário.

Dylan disse...

apesar destes cenários negros, o Benfica continua a apresentar o melhor futebol, e acho que, na sexta-feira, mostrará quem é melhor e quem merece estar à frente do campeonato.

Anónimo disse...

É do interesse do governo fazer o possível para que tal catástrofe não aconteça. Isto se aprenderam alguma coisa com o Salazar. Mas talvez sejam demasiado jovens e inexperientes para terem esse conhecimento de controlo das massas. Pode-se tirar o pão ou o circo ao povo, mas nunca o pão e o circo ao mesmo tempo. Por outro lado podem ser mestres na arte do controlo e tudo isto foi um estratagema para colar o porco ao burrica e quando os dois se confrontarem em igualdade está tudo arranjado para uma vitória esmagadora do burrica. Na manhã seguinte é anunciado novo pacote de austeridade que o povo aceita com a mesma alegria com que grita a vitória do burrica. Assim se governal a tugalândia.

Anónimo disse...

O Benfica foi, e é, o clube do regime, de Salazar a Sócrates. Fica tranquilo que como diz o comentador aqui de cima, não ficamos sem pão e circo. Alguma coisa eles hão-de arranjar.

Filipe Tourais disse...

Tenham lá mas é juízo.

Anónimo disse...

...essa do clube do regime já não pega... até podia ter pertencido a Hitler (há quem diga que existem uns árabes ou russos interessados no zbording, enfim...), a verdade é que vivemos no presente e como benfiquista sou o primeiro a admitir que presentemente é o fcp a equipa portuguesa com mais sucesso... e tenho também a certeza que daqui por uns tempos isso vai mudar - o zbording teve a sua época, o benfica também e talvez teremos futuramente o braga, sei lá(?) como equipa de referência... já estamos todos fartos de lugares-comuns, fartos de apitos, de fruta, de regimes, já enjoa...

Filipe Tourais disse...

Quem gosta de futebol, vê os jogos e está atento a notícias sobre transferências, lesões, etc. O resto fica para os especialistas.